terça-feira, 1 de setembro de 2015

Finalmente Levy entendeu!!! Os anos 80 voltaram! A Crise vai ser longa e feia!

Neste hangout comento sobre a semelhança entre o momento atual e a década de 1980. A crise será longa e dura, o PT nos levou de volta a década perdida! Para assistir clique aqui.

domingo, 30 de agosto de 2015

Rodrigo Janot, você tem vergonha na cara?

Rodrigo Janot, Procurador Geral da República, você tem vergonha na cara?

Rodrigo Janot, você tem filhos? É esse o legado que quer deixar a eles? Esse é seu legado? Um engavetador? Um covarde? Um fraco?

A vida não é um arco íris, mas mesmo nos momentos mais negros sempre existem pessoas que podem fazer a diferença. Sempre existem indivíduos que irão chamar a responsabilidade.

O Brasil tem várias pessoas se expondo, correndo riscos, perdendo seus empregos e renda, correndo o risco de retaliações físicas, tudo para preservar a liberdade em nosso país. Se arriscam, e sem recursos lutam para que se respeite a lei.

Você Janot lutou apenas para ser reconduzido a um cargo, e para quê? Para fazer esse vexame! Para engavetar processos contrários ao governo petista! Não seria mais digno apenas ter ido embora?

Cedo ou tarde todos iremos nos encontrar com o Criador, quando chegar seu momento o que você dirá a ele? Aliás, o que você diz a seus filhos?

sábado, 29 de agosto de 2015

Lula Inflado: Crise Histérica, Crise de Consciência ou Ameaça? Uma análise sociológica do atentado sofrido pelo boneco pixuleco

Lula Inflado foi covardemente esfaqueado por uma militante petista, fosse no Rio de Janeiro ela estaria presa, afinal lá portar faca na rua é crime. Em São Paulo parece que sairá impune. Esse texto analisa três hipóteses motivacionais desse crime.

Hipótese 1: Crise Histérica. Histérico é, por definição, quem nega a realidade. O histérico sente o que pensa, se a realidade vai contra seus pensamentos então pior para a realidade. Por anos foi criado no imaginário popular a figura do bom selvagem, aquele ente místico analfabeto, puro, e sem contato prévio com a civilização, que traria lições importantes para a sociedade. No Brasil, tal personagem assumiu a figura de Lula. Quando a militante petista viu seu “bom selvagem” vestido como um criminoso comum toda uma sorte de dispositivos psíquicos foi ativada, e ela agiu. Não importam os escândalos, não importa o enriquecimento meteórico da família Lula, não importam as provas e evidências, o histérico já decidiu que em seu mundo não há espaço para um selvagem fora da lei, e se acaso ocorrer isso é melhor acabar com essa evidência. Se essa hipótese for verdadeira Lula deveria ficar preocupado, quem mata um boneco pode perfeitamente matar o titular. Pessoas histéricas são perigosas de contrariar.

Hipótese 2: Crise de Consciência. Uma pessoa que por anos, talvez décadas, professa a inocência e pureza de seu ídolo, que aceita as mais esfarrapadas desculpas no caso do mensalão, que dá dinheiro para a “vaquinha” do Zé Dirceu... bom, talvez um dia essa pessoa acorde. E quando acordar poderá ter uma crise de consciência, afinal não deve ser fácil para uma pessoa honesta apoiar a mentira. Ao ver o boneco de Lula Inflado vestido a caráter em sua frente, talvez essa petista tenha tido um impulso de se libertar de seu passado, e de maneira figurada matar um dos responsáveis por seu erro. Nesse caso, me parece que Lula pode ficar tranquilo. A pessoa já descarregou sua raiva no boneco.

Hipótese 3: Ameaça. Talvez o atentado a Lula Inflado tenha sido uma ameaça. Uma ameaça aos que ousam exigir justiça, uma ameaça aos que acreditam que ninguém está acima da lei. Nesse caso, nós devemos ficar preocupados. Mas talvez a ameaça seja a Lula. Talvez o que o subconsciente dessa petista esteja dizendo é que prefere ver Lula morto a vê-lo preso. Nesse caso é Lula quem deveria ficar preocupado. Convenhamos, não seria a primeira vez que a esquerda mata de seus próprios quadros para evitar vexames maiores ou criar mártires.

Vendo o ataque covarde desferido a um boneco, confesso que fico preocupado com Lula. Acho que está na hora dele começar a andar com seguranças, os esquerdistas são perigosos e vingativos, e tal como na hipótese três podem preferir vê-lo morto a vê-lo preso. Eu sou um legalista, defendo a lei. Quero ver Lula respondendo na justiça pelo petrolão e pelos demais absurdos de corrupção que seu partido perpetrou. Infelizmente para Lula seus companheiros de partido não são tão civilizados assim. Fica aqui a lição básica: não se cria um monstro pensando que pode-se controlá-lo. O PT criou vários monstros, o custo disso para nossa sociedade será alto.

Como esquerdistas insistem em não saber ler, repito: hoje o maior risco a integridade física do ex-presidente Lula vem de sua própria militância. O exemplo do boneco pixuleco é esclarecedor. Nós brasileiros honestos ansiamos por ver Lula respondendo por seus crimes frente a justiça do homem, nós o queremos vivo e bem de saúde.

Por fim, ressalto um problema crônico que costuma assolar líderes de esquerda: sua incapacidade de rir de si mesmo, sua incapacidade quase que patológica de não se levar tão a sério. Fosse o boneco de Maluf e eu aposto com vocês que o próprio Maluf já tinha aparecido lá pra tirar fotos com o boneco.

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Capitalismo e Concentração de Riqueza

Será que o capitalismo concentra renda? Assista ao vídeo e tire suas conclusões!

Por que CNI, FIESP, ITAU e BRADESCO apoiam Dilma e o PT?

Uma pergunta intrigante: Por que CNI, FIESP, ITAU e BRADESCO apoiam Dilma e o PT? Ora, o PT é o partido que critica abertamente a exploração promovida pelos grandes empresários. Por que tais empresários apoiariam quem os ataca diariamente?

A resposta é simples: no Brasil existe um acordo entre o Estado e os mega-empresários. Os mega-empresários pagam uma carga tributária gigante e complexa, mas não reclamam de maneira contundente. Os mega-empresários se deparam com leis trabalhistas retrógradas, mas também não se posicionam de maneira contundente contra elas. Os mega-empresários se defrontam com uma burocracia regulatória gigante, e novamente se calam. Em troca recebem do Estado proteção contra a competição externa e interna.

Os impostos de importação associados com barreiras não tarifárias, tal como a política de componentes nacionais, barram boa parte da competição externa, garantindo a grandes grupos nacionais o domínio do mercado. O exemplo mais óbvio disso é o setor automobilístico, onde o brasileiro é obrigado a pagar caro por um carro tecnologicamente defasado. Quantas famílias já foram separadas por esse custo? Quantas crianças morreram por estarem em carros inseguros (quando comparados com os automóveis americanos, europeus ou japoneses)? Quantas famílias são obrigadas a acordar as 5 horas da manhã, pois não tem recursos para comprar um automóvel que em outra parte do mundo custaria metade do preço?

Quanto a competição interna, o complexo sistema tributário e de legislação dificultam o surgimento de novas empresas no Brasil. Esse enorme custo burocrático favorece os grandes grupos que já estão instalados no país impedindo a entrada de novas firmas. Outro exemplo são os generosos empréstimos do BNDES dado a mega-empresários, dinheiro esse que sai do bolso de todos os trabalhadores brasileiros para favorecer os “campeões nacionais”. Você se lembra que Eike Batista era um grande fã de Lula?

Os mega-empresários apoiam Dilma e o PT pois são eles quem estão no poder. Irão apoiar qualquer um que lhes garante os mesmos benefícios. Exatamente por isso devemos limitar o poder do Estado, quando o Estado é grande e poderoso os grandes grupos empresariais irão se apoderar dele, impondo a população toda sorte de legislação para barrar a competição, garantindo assim a continuidade da ausência de competição que marca o mercado brasileiro.

A primeira vez que visitei os Estados Unidos fui num bar e pedi uma cerveja. O garçom me perguntou qual cerveja, e eu respondi que queria uma Muller. O garçom então disse, qual das Muller? Na volta ao Brasil pedi uma skol, e a resposta foi “Aqui só tem Brahma”. É isso que um Estado grande faz, acaba com a competição se associando aos grandes grupos empresariais. A conta disso é paga por toda sociedade obrigada a se confrontar com serviços caros e de baixa qualidade.

terça-feira, 18 de agosto de 2015

As Mentiras Contadas Sobre a Revolução Industrial

Neste vídeo discorro sobre As Mentiras Contadas Sobre a Revolução Industrial

1) Durante a Revolução Industrial o padrão de vida aumentou
2) Durante a Revolução Industrial a expectativa de vida aumentou
3) Durante a Revolução Industrial ocorreu um tremendo aumento populacional

Exatamente por que a Revolução Industrial é tão criticada pelos professores? Assista ao vídeo e descubra as mentiras que seus professores lhe contaram sobre a Revolução Industrial.

Você sabe qual é a pauta bomba de Eduardo Cunha?

A pauta bomba de Eduardo Cunha nada mais é do que a pauta que os petistas SEMPRE defendem quando estão ou na oposição ou em protestos de rua. É por isso que os petistas tem tanta raiva do presidente da Câmara dos Deputados. Cunha trata os petistas da mesma maneira que os petistas tratavam o governo quando estavam na oposição.

Tome por exemplo o reajuste da correção do FGTS. Cunha CORRETAMENTE diz que o dinheiro do FGTS é dos trabalhadores, e não do governo. Cunha diz CORRETAMENTE que tal dinheiro não é para o governo gastar com grandes empresários via juros subsidiados aos "campeões nacionais". Alguém consegue imaginar o PT, caso estivesse na oposição, indo contra uma correção mais justa do FGTS?

A imprensa chama a pauta de Cunha de pauta bomba. ERRADO!!! Essa sempre foi a pauta do PT quando estava na oposição. Se os petistas acham isso irresponsabilidade, então é de se perguntar o porque de terem defendido pautas semelhantes no passado.

Interessante é a cumplicidade da imprensa. Sempre pronta a cobrar coerência de Cunha e da oposição, mas sempre negligente e benevolente para com o PT que, quando na oposição, era o campeão das pautas bomba.

Google+ Followers

Ocorreu um erro neste gadget

Follow by Email