terça-feira, 18 de junho de 2013

Um país a beira da eternidade....

As manifestações que ocorreram em todo o Brasil hoje ainda estão por serem compreendidas. Foram boas para as oposições? Enfraqueceram o governo? Mudam algo?

Minha leitura não é otimista para a causa liberal. Ao contrário de muitos, eu não acho que esse movimento enfraqueceu o PT. Pelo contrário, acredito que o PT e os partidos de esquerda saem fortalecidos dessas manifestações. O grande perdedor foi o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o PSDB. Mas esse é apenas o efeito superficial. De maneira mais profunda, acredito que a causa liberal foi a grande vítima dessa segunda-feira.

Eu vi várias demandas feitas pelos manifestantes. Vi várias bandeiras serem empunhadas. Mas, em momento algum, vi qualquer manifetação pela causa liberal. A esmagadora maioria dos manifestantes protestavam por MAIS Estado. Nas discussões sobre o transporte público, tirando raras e honrosas exceções, poucos se lembraram de culpar o Estado pelo caos atual. Afinal, essa é uma concessão pública. A proposta que ganhou força foi a do passe livre. Idéias liberais para melhorar o transporte urbano sequer foram aventadas.

Os movimentos também não foram tão espontâneos assim. Foram organizados, e novamento não foram organizados por partidários da causa liberal. Essa segunda-feira marcou uma aceleração do processo de combate contra a sociedade aberta* no Brasil. Olhando para as consequências de longo prazo, proponho a pergunta de 1 milhão de reais: como tirar das esquerdas o monopólio desses movimentos? Como fazer para que as idéias liberais circulem dentro de tais organizações populares?

Não sei a resposta para as perguntas acima, mas hoje vejo nosso país como a cidade a beira da eternidade...


*: na versão escrita há dois dias atras, em vez de sociedade aberta tinha escrito "ao livre mercado". Acredito que o termo sociedade aberta capture melhor o sentido que quis dar ao texto.

7 comentários:

Anônimo disse...

A Revolução Cultural enfraqueceu o partido comunista da China?

Rodrigo Otávio Moraes disse...

Que feliz voltar a concordar contigo. Pena que justamente em uma previsão ruim assim.
Uma coisa esta sendo esquecida nesse alarido todo, o que representam essas pessoas. Dentro de um universo de quase 2M, o que são esses 500mil? Eh muita, sem dúvida. Mas diz o que? O bolsa família tem no bolso (mesmo!) muito mais gente...

Anônimo disse...

Dr. Adolfo,
ainda é cedo para dizer a que veio esse movimento. A mim me parece que não há uma organização efetiva. Apenas um grupinho que coloca nas redes sociais o convite para passeatas com uma causa de interesse geral (a passagem de ônibus), mas não limitante. Junta um monte de gente que não sabe exatamente pq está lá. Vamos ver quem vai se apropriar de toda essa indignação coletiva. De fato, há muita coisa ruim no Brasil. Mas é preciso cuidado para não provocar uma revolução que acabe também com as coisas boas daqui. Entre eleas, a liberdade.
Abs.,
de MarceloF.

Anônimo disse...

1) Como tirar das esquerdas o monopólio desses movimentos?
Criando um novo movimento, uma nova militância que faça outro protesto isolado, com propósitos bem definidos, que identifiquem exatamente contra quais pessoas estão protestando e a favor do que estão lutando. E que não aceitem outros aproveitadores. Devem ser conduzidos por líderes que se deixem identificar e responsabilizar.

2) Como fazer para que as idéias liberais circulem dentro de tais organizações populares?
Fundando novas organizações populares, novas associações, cursos, círculos etc. Trabalhando no campo cultural. Formar líderes e militantes.
Isso levará de 20 a 30 anos.
Até certo ponto é fazer o que a esquerda vez, com signo invertido.
E não há outro jeito.

Daniel Marchi disse...

Concordo integralmente. Estamos a caminho do totalitarismo dos bem intencionados.

samuel disse...

Adolfo, o que esperar de um povo com nossa herança Cultural Ibérica.
Brasileiro emigrado para outros países seguem essa cultura entranhada em suas cabeças. Se estão nos EUA são OBAMA. Se estão na França são Hollande. Lá estão os brasileiros com a bandeira. É preciso REEDUCAR o povo. Como fazê-lo sem o controle político? Os militares tinham a mesma mentalidade fascista destes que ocupam o poder hoje. Eles tiveram o poder na forma em que podiam fazer a diferença. NÃO TIVERAM IDEOLOGIA LIBERAL PARA TANTO.
Àqueles que frequentam seu blog somente resta a luta quase subterrânea para discutir e iluminar a alternativa e ... AGUARDAR. A HUMANIDADE NÃO ESTEVE SEMPRE MERGULHADA NAS TREVAS. Vamos continuar a aguardar os períodos de luzes. ENQUANTO ISSO, LUTAMOS MUNIDOS DA SATISFAÇÃO DE ESTARMOS COERENTES COM A NOSSA RACIONALIDADE.
Quanto as manifestações elas foram orquestradas por Brasília, não foram espontâneas, foram dirigidas.

Anônimo disse...

Veja isto, Sachsida:
http://www.youtube.com/watch?v=G9R4kwKlwMM

Google+ Followers

Ocorreu um erro neste gadget

Follow by Email